CurionópolisNotíciasRegião

Acabou o Carnaval. E agora, as aulas começam?

A educação pública de Curionópolis é uma versão clássica da frase: “O ano começa após o Carnaval”, foi assim em 2017, sob alegação de que “a gestão anterior deixou tudo bagunçado”. Porém, o atraso no início do ano letivo se repete também, em 2018, mas ainda não surgiu a justificativa. Será que o erro foi do gestor de 2017?

O problema fica maior com a ameaça de greve do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará – SINTEPP sub sede Curionópolis. A alegação da categoria seria redução da carga horária dos concursados em favor de contratados, problemas nos vencimentos e falta de manutenção na estrutura física das escolas municipais.

Falta de dinheiro? As festividades de Carnaval foram as melhores dos últimos anos, isso é fato. Com grande estrutura e artistas de várias localidades, ou seja, dinheiro tem. É claro e notório que os recursos de cada setor têm sua destinação própria, mas vale lembrar que em Curionópolis a Cultura é um departamento vinculado à Secretaria de Educação, ou seja, se há dinheiro para o Carnaval e falta para as escolas, algo está errado.

Concursados x Contratados – O Sintepp alega que está havendo privilégios para profissionais contratados em detrimento ao direito dos concursados, essa é uma situação que precisa ser averiguada pelo Ministério Público vez que nem contratados, nem concursados podem sofrer prejuízos no exercício das suas funções e que a prioridade deve ser o bom uso da máquina pública em favor da coletividade.

A realização de novos concursos públicos em Curionópolis é uma essencial já que grande parte da máquina funciona com contratados, o que gera claro e explicito favorecimento inclusive de membros do Poder Legislativo que indicam funcionários ou detém de alguma forma o domínio de secretarias inteiras.

Foi realmente uma boa festa de Carnaval.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios