selo_chavesMorreu nesta sexta-feira (28), aos 85 anos, Roberto Gómez Bolaños, criador dos seriados “Chaves” e “Chapolin”. A informação foi divulgada pela rede de TV Televisa. A emissora mexicana foi a responsável pela produção dos programas do humorista.

Em fevereiro deste ano, quando Roberto Bolaños completou 85 anos, um parente confirmou à agência de notícias Efe que a saúde dele era “frágil” e que ele permanecia quase o tempo todo na cama, com acompanhamento 24 horas por dia.

Roberto Bolaños tirou seu apelido do dramaturgo William Shakespeare, cujo diminutivo em Espanhol era “Chespirito”. Há alguns anos, ele se mudou para Cancún, no México, junto com a mulher Florinda Meza, a Dona Florinda da série.

Colegas lamentam

Edgar Vivar, que interpretou o Senhor Barriga, falou à Televisa: “Estou em estado de choque. Não pensei que me fossa afetar tanto. Meu telefone não para de tocar. Um abraço compartilhado com milhões de pessoas do mundo. Vou lembrar dele sempre com sorriso e com ânimo. Temos que agradecer a Deus. Seu bom humor é a maior lembrança.”

“Roberto, você não vai, permanece em meu coração e em todos os corações de tantos a quem fez feliz. Adeus Chaves para sempre”, disse no Twitter Edgard Vivar.

Trajetória

Bolaños nasceu na Cidade do México em 21 de fevereiro de 1929. Estudou engenharia, mas nunca exerceu a profissão. Começou sua carreira profissional na publicidade, onde começou a trabalhar em roteiros.

Casou-se pela primeira vez com a escritora Graciela Fernández, com quem teve seis filhos. Só em 2004 oficializaria seu casamento com a atriz Florinda Meza, a Dona Florinda.

Roberto ficou conhecido no México pelo nome de um dos seus primeiro personagens, Chespirito. Mas foram os programas “Chaves” e “Chapolin” que ficaram mais famosos no Brasil.  Fonte: G1.

Opinião R30 – Não conto os dias que cheguei em casa e peguei meu filho vendo Chaves, um programa de comédia que para fazer rir não precisava apelar para piadas de duplo sentido, e nele não via mal algum em meu filho assistir. Também não conto as vezes que parei em frente a TV e ri das trapalhadas do garoto pobre que nos divertia com seu jeito desastrado e sua história comovente.

Me comove que mesmo aos 85 anos, Roberto Gómez Bolaños, ator que interpretou Chaves deixe esse mundo, e me conforta ter imaginado que ele cumpriu sua missão e deixou um exemplo. Se você quer que algo tenha sucesso, faça com amor, carinho, dedicação e sobre tudo, acredite que vai dá certo.

Vai em paz Bolaños!

Wenderson Costa, editor do site e pai do Kaiky Costa de 08 anos.