Notícias

CURIONÓPOLIS – AVANCO DESCARTA MÃO DE OBRA LOCAL E COMUNIDADE COBRA EXPLICAÇÕES

Como não se via há muito tempo a Câmara Municipal de Curionópolis ficou lotada na noite de ontem, segunda-feira. O motivo mais uma vez foi à falta de oportunidade de trabalho para mão de obra local e a empresa da vez foi a AVANCO. Tudo começou com a notícia de que a empresa estaria gerando 359 empregos no projeto Antas North no município de Curionópolis vagas preenchidas apenas com profissionais de outros municípios.

Depois da publicação dessa informação a comunidade começou a se mobilizar nas redes sociais, uma comissão de vereadores foi até a empresa e por fim aconteceu essa reunião de ontem. Para Wenderson Costa é importante pressionar a empresa, mas é primordial se preocupar com as futuras oportunidades: “Temos outros projetos para iniciar em breve, é importante que no futuro não seja preciso pressionar ninguém e que as oportunidades sejam dadas a nossa comunidade local”, comentou.

O vereador Luiz Girão – PMDB passou a lista das terceirizadas que empregam no projeto. A primeira é IRF, com 180 funcionários, Compacta 40 funcionários, Moura 30 funcionários, MB com 15 funcionários, MCM 10 funcionários e a empresa principal que tem no projeto em torno de 15 funcionários. Os vereadores também repassaram o que ouviram do representante da AVANCO. Girão ainda disse que a MCM tem previsão de montar toda infraestrutura da planta do projeto e isso deve gerar mais 250 empregos: “Esse processo vai começar nos próximos 15 a 20 dias” comentou o vereador.

Eles disseram que não tem como buscar o pessoal, que a alternativa seria levar os profissionais todos os dias até o viaduto de lá eles seriam relocados para outro veículo até o projeto” comentou o presidente da Câmara Cassiano Bezerra – PMDB.

Rony Pereira disse que é absurdo que a empresa exija dos funcionários que vá até Parauapebas para de lá eles disponibilizar carro para o projeto: “Não concordo com essa ideia do Poder Executivo locar veículo para levar os funcionários até o viaduto de Parauapebas e de lá a empresa levar os funcionários para obra. A obrigação é da empresa e ela tem que cumprir sua responsabilidade”, citou Rony.

O Oficial de Justiça Gildásio disse que o correto seria ter um responsável pela empresa para falar com a comunidade e completou: “Vocês nobres vereadores estão parecendo porta voz como se estivessem defendendo a empresa. E as pessoas que aqui estão quer que defenda o povo”.

Alessando Ribeiro, secretário da Promotoria de Curionópolis disse: “Se essa empresa continuar com escritório em Parauapebas vai continuar como está dando oportunidade apenas para o povo de lá”. Alessandro ainda disse que a Câmara tem o poder de convocar a empresa para responder os questionamentos da comunidade e reforçou: “Se não dá conta vamos levar para o Ministério Público”.

Rui do Posto disse que a empresa precisa priorizar a mão de obra local e que quem tem interesse em Curionópolis precisa investir aqui: “Essa empresa tem que fazer a parte dela, cumprir com seus compromissos e investir na cidade e gerar emprego. Eu mesmo tenho feito muitos investimentos e gerado oportunidade de trabalho e todos os empresários tem que pensar dessa forma para que nossa cidade possa se desenvolver e empresa que venha trabalhar aqui tem que investir é aqui” comentou.

Dr. Luiz Rezende também presente a reunião disse que se houver uma lei que determine que empresa que deseja explorar minério do município tenha que se instalar na cidade que essa lei seja cumprida e se não houver que os vereadores criem essa lei: “Existe mecanismo para isso e os vereadores tem a responsabilidade de fazer, e defendo que saímos daqui com um encaminhamento para que o problema não fique só nessa reunião”.

A decisão tomada é de que a uma comissão composta por vereadores e dois membros da comunidade irão até a área do empreendimento convocar os diretores da empresa para dar explicação a comunidade. O presidente da Câmara já havia dito que o diretor da empresa teria se recusado atender o convite: “Agora vamos convocar e se eles não vierem aqui nós vamos lá, nós vereadores e vocês”.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios