Garimpeiros desocuparam nesta terça-feira  (23) a portaria de acesso a mina subterrânea de ouro de Serra Pelada, em Curionópolis, no sudeste do Pará. Foram mais de 48 horas de protesto. A liberação do local ocorreu com apoio da Polícia Militar.

Os garimpeiros acamparam na portaria no último domingo (21), pela parte da tarde. O protesto era contra a empresa Colossus Mineração, que vai explorar a mina de forma mecanizada.

Os trabalhadores não estariam mais concordando com o trabalho firmado em 2009 entre a mineradora e a Comigasp, que prevê que a Colossus fique com 75% da venda do ouro e os garimpeiros com apenas 25%, quando a mina estiver produzindo. A empresa afirma que o contrato é legítimo e reconhecido pelo Ministério de Minhas e Energia.

Após o fim do protesto, a Colossus enviou nota pedindo que as autoridades governamentais e judiciárias definam em todas as instâncias o controle da administração da Comigasp, que empresa no projeto de exploração da mina de ouro.  A empresa disse que já investiu mais de R$ 560 milhões de reais na implantação da mina e que atualmente gera mais de 1.500 empregos diretos e indiretos.

Nesta quarta-feira (24), as atividades da mina em Serra Pelada devem voltar ao normal.