Notícias

Estudante recebe ameaças de morte por ser negra.

A estudante Sonia Regina Abreu, de 27 anos, está assustada após ter recebido ameaças de morte pelo Facebook, por ser negra. A mensagem também possuía ofensas de cunho racial. O texto escrito pelo perfil “Branco White” na última quinta-feira (11) diz: “Em Altamira não há lugar para negros sujos como você. (…) Tá na hora de limparmos nossa cidade dessa peste negra. Neguinhas como você a gente estupra e depois queima pra não poluir o solo. (…) Lugar de negro é na senzala ou a sete palmos”. (veja mensagem completa na imagem acima). O perfil foi excluído da rede social.

Sonia prestou denúncia à Polícia Federal, em Altamira, na manhã de sexta-feira (13). Ela diz que agora está com medo e procura tomar cuidado ao sair de casa. Ela também não sabe o que pode ter motivado a ameaça. “Estou chocada e horrorizada. Aqui sempre foi tranquilo, tem muita gente de fora. Agora a cidade é outra porque muitas pessoas se mudam pra cá para trabalhar na Usina Belo Monte, então são muitas pessoas, a cidade se tornou uma coisa que a gente não conhece mais. Não sei a origem disso. Não tenho a menor ideia do que tenha motivado isso”, disse em entrevista ao G1, neste domingo (14).

A estudante, que cursa graduação em engenharia florestal na Universidade Federal do Pará (UFPA), também recebeu um e-mail, após ter feito à denúncia à PF, dizendo que as investigações não teriam êxito, pois o suposto agressor teria deixado a mensagem do computador da própria vítima. Sonia confirmou que costuma usar o computador do tipo notebook dentro da universidade e que costuma sair de perto da máquina algumas vezes.

Nesta segunda-feira (15), Sonia pretende registrar um boletim de ocorrência na Polícia Civil. “Tenho procurado continuar minha rotina, seguir a vida. Mas é difícil, foram ameaças muito explícitas, nada veladas, então gera um pouco de pânico. Qualquer pessoa se torna suspeita, minha vida virou de ponta cabeça. Não posso sair a noite, vou trabalhar com medo, estou me resguardando. Mas não vou baixar cabeça, vou concluir faculdade, trabalhar e isso não vai me impedir de sorrir”, disse.

Fonte:G1 Pará

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios