NotíciasParauapebas

Nota dos Médicos da Alegria repercute nas redes sociais. Até a AICOP se manifestou

NOTA DE REPÚDIO – O instituto Médicos da Alegria repudia o oportunismo de alguns políticos e de veículos de comunicação que se aproveitam de ações sociais para sua autopromoção. No sábado, 21, por volta de 11h, fomos surpreendidos com a presença de uma equipe de rádio, representando o “Programa do Chamonzinho”, durante a Ação Solidária realizada pelos Médicos da Alegria e parceiros voluntários no bairro Vale do Sol.

Segundo a equipe, a proposta seria fazer uma entrada ao vivo no programa e fazer uma brincadeira, que teria como prêmio a entrega de uma cesta básica e um liquidificador. Um locutor, responsável pelo flash, concluiu a explicação dizendo que ao final da brincadeira as crianças deveriam “gritar” em forma de coro e repetidas vezes o nome “Chamonzinho”.

Entendendo que a intenção do programa não tinha nada a ver com solidariedade, e sim com politicagem, a coordenadora do Instituto Médicos da Alegria se posicionou contra e disse que ninguém gritaria esse nome. “Se tivermos que gritar algum nome, será o nome do Senhor Jesus”.

Após um diálogo pacífico, ficou acordado que se o foco da participação no programa fosse o benefício à população a equipe poderia ficar à vontade para realizar a brincadeira.

O Instituto Médicos da Alegria ESCLARECE a todos os parceiros voluntários que contribuíram para a realização do evento, à comunidade do bairro Vale do Sol e à população em geral que não há e nunca houve nenhum tipo de acordo e/ou parceria entre o Instituto e o “Programa do Chamonzinho”.

Nosso principal objetivo é levar alegria, esperança e amor aos pacientes do Hospital Geral de Parauapebas (HGP), abrigos e periferias da cidade através da palavra de Deus, além de buscar aliviar e/ou comunicar os órgãos responsáveis sobre as mazelas sociais detectadas através dos Levantamentos de Risco Social que sempre realizamos antes das nossas ações.

É por isso que reforçamos nosso compromisso de continuar ajudando o município com o que temos e da maneira que podemos, sempre com honestidade e dignidade.

O papel do governo e dos líderes políticos é atender o povo com politicas públicas.  Não vamos aceitar covardia, desrespeito e humilhação contra os mais pobres.

Parauapebas, 24 de outubro de 2017
Instituto Médicos da Alegria.

Resposta do Programa do Chamonzinho

A produção do Programa do Chamonzinho, vem por meio desta, esclarecer que fazem parte da programação que vai ao ar todo os sábados, os quadros de premiação, como a “Visita Premiada”, onde são escolhidos os bairros dos ouvintes que ligam para participar das promoções.

No último sábado, dia 21, recebemos as ligações de moradores do bairro Vale do Sol em Parauapebas, setor que foi escolhido em sorteio pelo locutor para receber o quadro da “Visita Premiada”. Coincidentemente, no bairro havia uma ação solidária, realizada pelo Instituto Médicos da Alegria. Esclarecemos que em nenhum momento, solicitamos ou mencionamos qualquer parceria com o Instituto, apenas citamos o evento, já que o quadro tem como característica, o envolvimento não só do premiado como também da comunidade.

Respeitamos o trabalho feito pelo Instituto Médicos da Alegria, mas nos causa estranheza o objetivo e a agressividade usados pelo Instituto na nota de repúdio, dando a impressão de que há desconhecidas intenções nas ofensas dirigidas ao Programa do Chamonzinho, pois a mesma só veio se manifestar três dias depois do ocorrido, estando totalmente desconectada com verdade dos fatos, conforme mostra o áudio, em anexo. E em nenhum momento, o Instituto Médicos da Alegria procurou a produção do programa para questionar o trabalho realizado pela nossa equipe.

Reiteramos que o comunicador Lobato, da rádio Arara Azul, tinha como principal objetivo premiar, através de uma visita surpresa, os ouvintes de Parauapebas, assim como ocorreu nos municípios de Marabá e Canaã dos Carajás que também participaram do mesmo quadro. As promoções no programa não são uma novidade e vêm sendo realizadas com sucesso, desde a estreia do programa que tem como proposta levar informações, entrevistas, prestações de serviço, além de brincadeiras, músicas e premiações, sempre com a participação do ouvinte.

Atenciosamente,
Dayse Gomes
Produção do Programa do Chamonzinho

A Associação de Imprensa e Comunicadores de Parauapebas – AICOP também emitiu nota. Para ler CLIQUE AQUI!

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios