Notícias

OS “ATORES” DA NOVELA SERRA LESTE

De um lado o Governo do Estado com todo ‘critério’ para liberar ou não a Licença Ambiental. Do outro lado a Vale, mineradora interessada no desenvolver do projeto. Bem no meio de todo impasse um município de quase 18 mil habitantes que tem como principal fonte de renda a mineração e principal projeto o Serra Leste.

Diante de tal situação e da perca real dos funcionários o Governo Municipal se solidarizou e deu apoio ao grupo de funcionários que em ato extremo fundaram o grupo “Só quero tralhar” e depois de passeatas, reuniões e conversas tiveram como última opção obstruir a PA-275 para sensibilizar o Governo do Estado do tamanho da necessidade dos funcionários e do município.

Nesse momento é que várias figuras foram importantes, e aqui faço uma ressalva que na matéria anterior feita as pressas e meio a todo cansaço das mais de 30 horas que o Repórter30 acompanhou o processo, postamos que o deputado estadual Chamon – PMDB interviu também junto ao Secretário de Meio Ambiente do Estado, e em segundo momento a convite do deputado, mais dois deputados estaduais abraçaram a causa, foram eles Sideney Rosa – PSB e Direceu Ten Caten – PT.

Foi então que com mais de 24 horas de protesto a magistrada Priscila Mamede chamou os membros da comissão que ficou encabeçada por Josafá Vieira no ato e sugeriu que o grupo elegesse um canal de negociações. Nesse momento Alessandro Ribeiro, secretário da promotoria de Justiça já estava acionando o promotor Dr. Hélio Rubens para mediar à causa.

Para que o desfecho fosse possível uma reunião aconteceu no Ministério Público em Parauapebas com membros da comissão, o promotor, o prefeito municipal Wenderson Chamon e por telefone foram inseridos na reunião Paulo Horta, diretor da Vale e o secretário de meio ambiente do estado Luiz Fernandes.

É preciso fazer justiça, e parabenizar a todos que permaneceram unidos principalmente na noite do dia 15 até a manhã do dia 16 quando poucas pessoas resistiram no manifesto devido ao cansaço, e foi também quando o impasse entre motoristas e manifestantes ganhou ares acalorados e foi preciso agir com prudência e serenidade para manter o controle.

Ainda em justo agradecimento é preciso ressaltar a participação dos professores, assistentes sociais, profissionais da saúde, comerciantes, entidades de classe e religiosos. Agradecer aos motoristas que entenderam o manifesto mesmo tendo interrompido por um período de tempo seu direito de ir e vir, aos caminhoneiros que em solidariedade fecharam a rodovia em outro ponto e se mantiveram ordeiros.

Muitos nomes não foram citados mas estão inseridos nos agradecimentos da comissão e do chefe do executivo municipal por suas participações importantes, desde o pessoal de apoio que auxiliou na limpeza, alimentação, logística e suporte para manter o fechamento da rodovia com inserção de paus e pneus para queima.

Vereadores que conseguiram acompanhar o manifesto e deram suporte também receberam os agradecimentos da comissão. Enfim, todos que de forma direta ou indireta apoiaram, incentivaram e/ou colaboraram para que o ato pudesse acontecer de forma pacifica e ter resultado.

OPOSIÇÃO AO MANIFESTO – Foram várias as mensagens de apoio nas redes sociais, ainda sim houve também algumas mensagens contrárias ao manifesto com alegação de que o projeto beneficiando o município, mas beneficiaria também o prefeito municipal. Para a comissão toda forma de opinião é válida, contudo o objetivo do momento era manter o emprego das famílias e aí, é importante destacar o Josafá mais uma vez pelo que lhe motivou a entrar na causa.

No dia anterior meu filho pediu para comprar um sorvete, eu não tinha um real, nessa hora fiquei muito triste e me deu gás para lutar pelo meio direito de trabalhar e receber dignamente e imaginei também quantos pais de família que dependem do projeto não estão passando o mesmo problema”, relatou emocionado.

Algumas pessoas de oposição ao Governo Municipal não souberam separar as questões político-partidárias do ato legítimo e necessário da comissão, a ponto de ignorar principalmente o apoio dado pelo Governo Municipal ao movimento que por várias vezes afirmou: “Se não fosse por esse apoio não teríamos condições de manter o manifesto”.

DESFECHO – Em resumo, como dito antes todas as opiniões são válidas e todos tem o direito de opinar se apoiam ou não determinada ação, se contribuem ou não. Contudo o objetivo inicial foi alcançado pela comissão os passos que se seguem serão acompanhados de perto até que se iniciem os trabalhos e tanto os funcionários, o município e até mesmo quem se opôs ao manifesto sejam todos comumente beneficiados.

Parabenizo em nome do Repórter30 toda comissão, o prefeito municipal Wenderson Chmaon pelo apoio dado aos manifestantes, os vereadores, o Dr. Hélio Rubens do Ministério Publico e neste ato parabenizo em nome secretário da promotoria Alessandro Ribeiro. E principalmente mais uma vez os parabéns a todos que se ombrearam com a causa do auxiliar de serviços gerais a todos os profissionais da saúde, educação, assistência social que em apoio ao protesto entraram em greve e foram para rodovia.

A todos meus parabéns e saibam vamos continuar acompanhando o desenrolar do processo.

OBS: Se acaso tenha deixado de citar alguém, creia que também recebe meus parabéns por ajudar a construir essa cidade.

Wenderson Costa
Diretor do Repórter30

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios