Ao todo, 17 funcionários da Sead viajarão para Brasília, onde passarão de três dias a uma semana 

Não é de hoje que o governador do Estado, Simão Jatene (PSDB), age de modo contrário ao que prega em seus discursos sobre economias na gestão pública.

Em meio a tantos discursos sobre a necessidade de conter gastos de modo a impedir que a máquina pública pare de funcionar, além de medidas drásticas como extinção de secretarias, Jatene chegou a criar uma secretaria extraordinária para dar de bandeja à filha, Izabela Jatene, e agora autoriza a ida de uma verdadeira caravana a Brasília para a participação em um congresso: serão 17 funcionários lotados na Secretaria de Estado de Administração (Sead) passando de três dias a uma semana do fim de maio em Brasília, com todas as despesas pagas e recebendo até sete diárias e meia.

O evento em questão é o VIII Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração, o Consad 2015, a ser realizado entre 26 e 28 de maio no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, na capital federal.

SEAD

A titular da Sead, Alice Viana, foi eleita em janeiro desse ano para a presidência da entidade no biênio 2015/2016 e passa quatro dias em Brasília, participando inclusive da organização do Consad – ainda assim, nada que justifique a necessidade de carregar consigo uma comitiva tão expressiva e “salgada” para o erário público.

Na programação oficial do congresso, o nome de Alice não consta em nenhuma das atividades previstas. As autorizações, todas assinadas pela Direção de Administração de Finanças da Sead, foram publicadas a prestação pelo Diário Oficial do Estado entre os dias 12 e 19 de maio, e citam secretários de gabinete, coordenadores, assessores e diretores.

A reportagem do DIÁRIO entrou em contato com a assessoria de comunicação da Sead, que, por meio de nota, afirmou que servidores do governo do Estado do Pará apresentarão dez trabalhos científicos no total durante o congresso, sendo cinco da Secretaria de Estado de Administração (Sead), dois da Fundação Centro de Hemoterapia do Pará (Hemopa), um da Secretaria de Planejamento (Seplan), um da Escola de Governança Pública (EGPA) e um do Banco do Estado do Pará, e que os servidores recebem para viagem diárias para custeio de hotel, alimentação e transporte – mas sem revelar o valor total desse custeio.

Fonte: Diário do Pará – Foto: Antônio Silva