procon_2011

A Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) no Pará divulgou nesta quinta-feira (1º) que recebeu cerca de 400 reclamações de consumidores, referentes a produtos e serviços, sendo a maior parte motivada pela demora na entrega de eletrodomésticos, por fornecedores de redes de supermercado, além de cobranças consideradas indevidas e abusivas no fornecimento de energia elétrica e água.

A coordenadora de Orientação ao Consumidor do Procon em Belém, Arliane Reis, explica que são contabilizadas reclamações em que não há uma solução satisfatória para o problema. “Para cada reclamação que o Procon, recebe é emitida uma notificação para o fornecedor, que tem o prazo de 10 dias para dar uma resposta, por meio de documento ou por e-mail. Após esse prazo, se a empresa não responder ao Procon ou se forneceu respostas evasivas e não solucionou o problema, será feita a abertura direta de reclamação, encaminhada à Divisão de Conciliação. A partir daí a empresa é obrigada a comparecer, sob pena de multa”, esclarece.

As reclamações feitas ao órgão de defesa do consumidor foram registradas no período de 1º a 30 de julho, e dizem respeito em grande à demora na entrega de produtos por fornecedores de redes de supermercado, com 28 ocorrências, e cobranças indevidas mediante constrangimento e má qualidade no atendimento da concessionária de energia, com 22 reclamações.

Fonte: G1/PA