CurionópolisNotíciasRegião

Quem será o assessor terá 530% de aumento salarial em Curionópolis?

Esse será o reajuste se a Câmara Municipal de Curionópolis aprovar o Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 04/2017 que alterará a Lei Municipal nº 1.112/2015 e que revoga a Lei Municipal nº 1.114/2017. Se isso acontecer o salário do assessor de comunicação que está na categoria de Assessor Especial III que hoje é de R$ 1.000,00 será elevado para R$ 6.300,00.

Assessor de Comunicação terá status de secretário

O reajuste tanto do assessor de comunicação, quanto dos secretários municipais foram incorporados ao projeto de criação da a criação da Secretaria de Esportes e Lazer (SEMEL), dois pontos distintos que segundo fontes foram estrategicamente “interligados” para que o reajuste pudesse ser aprovado no mesmo “pacote”.

Os secretários municipais também terão um reajuste que representarão mais de 50% nos salários, que passariam de atuais R$ 4.000,00 para R$ 6.3000,00.

O aumento na remuneração do Assessor Especial III, categoria que se classifica o assessor de comunicação, segundo fontes pode representar uma contrapartida eleitoral, e já tem pessoa certa para ocupar a colocação.

Mantendo sua postura, o vereador Gildásio Borges – PSD se posicionou contra a aprovação do projeto em conjunto. Para ele a secretaria de esportes é justa, mas a criação de cargos e o reajuste de salários, é o que em suas palavras chamou de “malandragem”.

Assessor Especial I passa de R$ 1.000 para R$ 2.500 de salário

No projeto ainda serão instituídos novos cargos. Uma observação ainda referente às remunerações é que um Técnico Administrativo concursado será remunerado em R$ 1.000,00, enquanto que o menor cargo comissionado, de Assessor Especial I por exemplo terá salário de R$ 2.500,00.

A partir de segunda-feira, dia 27 os vereadores devem começar a debater o projeto.

Veja também

2 thoughts on “Quem será o assessor terá 530% de aumento salarial em Curionópolis?”

  1. Que os representantes do povo no legislativo possam verificar se os gastos do prefeito com pessoal não superou os limites estabelecidos na LRF, pois, prima facie, e agora com reajustes dessa monta muito provavelmente os limites estabelecidos em lei foi DESRESPEITADO. Havendo o desrespeito aos ditames legais é possível eleger a via judicial para inibir as práticas do Gestor Público que contrária as disposições legais, assim como, é possível uma eventual responsabilização por improbidade administrativo do governante. ACARRETANDO VIA DE CONSEQUÊNCIA O AFASTAMENTO DO CARGO

  2. Que os representantes do povo no legislativo possam verificar se os gastos do prefeito com pessoal não superou os limites estabelecidos na LRF, pois, prima facie, e agora com reajustes dessa monta muito provavelmente os limites estabelecidos em lei foi DESRESPEITADO. Havendo o desrespeito aos ditames legais é possível eleger a via judicial para inibir as práticas do Gestor Público que contrária as disposições legais, assim como, é possível uma eventual responsabilização por improbidade administrativo do governante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios