Vila de Serra Pelada

Comunidade de Serra Pelada na expectativa da solução do Projeto

O que justifica a ação de pedido de nulidade do contrato? Marcos Alexandre, interventor voltou a bater na tecla de que o processo que começa errado tem mínimas chances de ser concluído: “E foi o que se verificou na parceria, e o pior, foi uma sucessão de erros que levaram a intervenção a impetrar a ação de nulidade do contrato”, afirmou.

O interventor disse que a ação está aberta, ou seja, de livre acesso para quem quiser ter conhecimento do conteúdo dela, só que a quebra ou não do contrato não depende da intervenção, e sim do judiciário se julgar procedente.

“Nossa obrigação é identificar esses vícios de contrato através de analise minuciosa como é dever da intervenção decretada com objetivo de sanear a COOMIGASP e deixar a casa em ordem, fizemos nossa parte identificamos os vícios, nos respaldamos e portanto com legitimidade entramos com a ação que como já foi dito está de livre acesso para quem tiver interesse em conhecer o conteúdo”, reforçou Marcos Alexandre.

Próxima Reportagem da Série      –    SERRA PELADA: Série de Reportagens – A montoeira