Educação de Jovens e Adultos será ampliada no Pará

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Modalidade ofertada pela Seduc ofertará oportunidades em Marabá, Santa Izabel do Pará, Jacundá e Óbidos

A partir deste ano, a Educação de Jovens e Adultos (EJA) será ampliada para mais quatro escolas estaduais no Pará. A modalidade é ofertada pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc) às pessoas que não completaram os anos da educação básica (Fundamental e Médio) na idade certa.

“É uma oportunidade garantida pelo governo do Estado para que todas as pessoas tenham o direito de aprender”, explica o coordenador da EJA da Seduc, professor Odair Medeiros. Segundo ele, as Unidades Regionais de Educação (UREs) pleitearam a ampliação diante da grande demanda de pessoas que desejam voltar a estudar.

Em Marabá, a Escola Estadual Anísio Teixeira será referência para as turmas da educação em prisões e também poderá atender a comunidade do bairro. Em 2019, o sistema prisional paraense teve as maiores notas na redação no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem PPL). Com a oferta de vagas no colégio, a tendência são resultados ainda mais positivos, explica o gestor da URE de Marabá, Cristiano Lopes.

Em Santa Izabel do Pará, os moradores da Vila de Americano vivem a expectativa da implantação da EJA já autorizada pela Seduc na Escola Estadual Magalhães Barata, a única da localidade. Segundo a gestora da URE 11, Rosileia Guimarães, a demanda por essa modalidade é grande e há muitos trabalhadores que desejam concluir os estudos. “Era um sonho antigo da comunidade, que não tem como se deslocar até a cidade”, explica Rosileia.

Além destas, também receberão turmas de EJA pela primeira vez as Escolas Estaduais Dorothy Stang, em Jacundá, e São José, em Óbidos.

Por Leidemar Oliveira (SEDUC)
Foto: Agência Pará / Marcelo Lelis-Arquivo

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Comente com o Facebook

Mais de