Em Canaã dos Carajás moradores relatam medo de rompimento da barragem

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Na manhã desta segunda-feira (2), o Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), por meio da Promotoria de Justiça de Canaã dos Carajás, realizou uma reunião com a comunidade da Vila de Bom Jesus, no município, para tratar sobre os impactos ambientais e eventual risco de rompimento causado pela Barragem do Sossego, administrada pela mineradora multinacional Vale S/A.

A ação faz parte de um inquérito civil, instaurado pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça de Canaã dos Carajás, promotor Emerson Costa de Oliveira, que busca avaliar danos ambientais causado pelo projeto e o risco de rompimento da barragem de rejeitos de cobre. Durante a reunião, moradores da Vila de Bom Jesus relataram os desafios que vêm enfrentando e os impactos causados pela barragem do Sossego.

Do sossego ao medo

Apesar do nome, a barragem vem tirando a tranquilidade de quem mora na região. Segundo moradores, após a implantação do projeto as casas da região vêm apresentando rachaduras em sua estrutura. Além das rachaduras, outro dano causado pelas explosões da mineradora é a densa camada de poeira que fica sobre as plantações o que dificulta a vida dos agricultores da região. A comunidade relata que com as explosões um mau cheiro toma conta da região e afeta a qualidade da água. Já os pescadores da região comentam que vem sofrendo constante humilhações por funcionários da mineradora Vale e que por vezes são impedidos por seguranças fortemente armados de pescar próximos ao rio.

“Sempre que necessário, é importante o promotor de justiça sair do gabinete e ir até as comunidades. Pois só assim, o representante do Ministério Público poderá sentir a verdadeira dimensão dos problemas sociais e melhor avaliar as possíveis soluções. O que não seria possível na frieza do gabinete”, destaca o promotor de justiça.

Estiveram presentes na reunião o promotor de justiça Emerson Costa de Oliveira, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Canaã dos Carajás e os advogados Fernando Gonçalves e Vinicius Borba, representantes da associação de moradores da vila de Bom Jesus.

Texto: Rebeca Rocha (estagiária de jornalismo – MPPA)
Revisão: Edyr Falcão

Promotor Emerson Costa de Oliveira orientou moradores acerca do trabalho do MPPA em defesa da sociedade e do meio ambiente.
Foto: PJ Canaã dos Carajás
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Comente com o Facebook

Mais de