Gerente Administrativo de Antas Norte afixa fim de contrato em ônibus de funcionários.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Uma confusão, esse foi o efeito de um comunicado assinado por Roberto Mialarete, gerante administrativo da OZ Minerals, empresa detentora da exploração do projeto Antas Norte, localizado no municipio de Curionópolis. O informe, curiosamente afixado nos bancos dos ônibus que transportam funcionários da empresa terceirizada Maca, foram informados do fim do contrato entre a AVB (Nome da Razão Social da Oz Minerals Brasil), contudo, o informe foi feito pela OZ Minerals ao invés da terceirizada.

“A AVB está imensamente agradecida por ter podido contar com a MACA, nesses quatro anos, mas principalmente agradecida pela sua participação, colaboração em ter feito parte e acreditado no nosso projeto”. Dizia o informe direcionado aos colaboradores da Maca.

Note que o anúncio é feito em nome da AVB, contudo quem “assina” o informativo é o gerente da OZ, não bastasse ter sido reforçada a informação da demissão via anexo em ônibus, os colaboradores ainda receberam a notícia direta da detentora do proejto.

No informe o gerente da OZ informa também, que quem quiser trabalhar na nova contratada deve ligar para um número de DDD do Sergipe e agendar entrevista a partir do dia 1º de janeiro. Ainda sem escritório em Curionópolis, município que sedia o projeto, ou Parauapebas onde a OZ já tem escritório, a nova contratada que vai substituir a Maca é a Toniolo, Busnello

A Toniolo, Busnello realiza grandes obras de Engenharia. Construção Pesada, Construção de Túneis, Construção de Hidrelétricas, Construção de Barragens, Construção de Aeroportos, Construção de Autódromos, Construção Civil e Urbanismo, Construção de Loteamentos, Obras de Saneamento, Execução de obras subterrâneas e a céu aberto, Serviços de Terraplanagens, Pavimentações.

Pela descrição acima, retirada do do portal da empresa, tudo leva a crer que haverá uma expansão do projeto Antas Norte, que por sua vez poderia ter captado diretamente a mão do obra já conhecida para a nova contratada, sem a necessidade de que os colaboradores briguem por um lugar na nova empresa terceirizada.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Comente com o Facebook

Mais de