Golpe da Carta de Crédito é desmantelado pela Polícia Civil

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

A Polícia Civil do Pará deflagrou, neste final de semana, a operação denominada Trapaça para cumprir mandados busca e apreensão e de prisão decorrentes de inquérito policial em que estão indiciados Josivaldo Cardoso Santana, Clivia Maria Moraes Santana, Beatriz Rodrigues de Almeida e Rosana Lopes Soares.

Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas residências dos acusados e na sede da empresa S4 Consórcio e Cardoso, no centro de Altamira.

A investigação presidida pelo delegado Wilson Silva começou há três meses, quando surgiram diversas denúncias de que a empresa estaria atraindo pessoas e oferecendo cartas de crédito no valor de até R$ 35 mil que deveriam ser entregues no prazo de 45 dias.

No entanto, as vítimas nunca chegaram a receber as cartas ou os veículos. “Até o momento, 13 pessoas procuraram a Polícia Civil e prestaram depoimentos.

As investigações seguem e a Polícia acredita que a associação criminosa causou um prejuízo de aproximadamente R$ 50 mil, porém acredita-se que a quantia dos prejuízos seja bem maior”, explica o delegado Walison Damasceno, titular da Superintendência Regional do Xingu. O delegado acredita que aparecerão novas vítimas. Foi solicitado ao Poder Judiciário o bloqueio de bens e valores dos investigados. A medida cautelar também foi deferida. Os acusados responderão pelos crimes de estelionato, associação criminosa, falsa identidade e falsificação de documento particular.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Comente com o Facebook

Mais de