Vídeo mostra estado precário da estrada de Serra Pelada

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Aproximadamente 35 km de estrada de terra que demostram o patrimônio histórico de Serra Pelada. A vila garimpeira de pessoas trabalhadoras, de atividade agrícola considerável e de um potencial turístico enorme sofre a décadas a falta de um acesso digno para comunidade. Na estrada já houve morte em virtude da poeira, acidentes por causa da lama e protestos em busca de melhoria, algo sempre deixado em segundo plano.

Atualmente Serra Pelada abriga um importante projeto mineral da Vale, o Serra Leste, no início da implantação e da operação os colaboradores da empresa levavam cerca de 45 minutos de Curionópolis a planta do projeto, fazendo o trajeto padrão, que seguia de Curionópolis até o km 16 da rodovia PA-275 e de lá os 35 km de terra até chegar a planta do projeto.

Estrada privativa da Vale

Sem asfalto e com manutenção cara e sem durabilidade a Vale optou por uma mudança de trajeto que aumenta aproximadamente 1 hora e meia para os colaboradores de Curionópolis chegar ao projeto. O percurso é feito da seguinte maneira. Curionópolis à Parauapebas, daí segue Parauapebas à Palmares Sul e de lá numa estrada privativa os funcionários seguem até Serra Pelada.

Para uma empresa de grande porte problema resolvido. Para a comunidade resta sofrer na lama e com descaso histórico, nenhuma gestão se interessou em planejar asfalto ligando o km 16 a Serra Pelada. Os moradores contam apenas com a sorte, em especial quando precisam deslocar pacientes em busca de melhor condição de atendimento médico.

Em vídeo usuário da estrada mostra como está o acesso a vila garimpeira:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Comente com o Facebook

Mais de