Notícias

Bolsa Verde faz cadastros no Pará

extrativismo-vegetal
O Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) realiza no Pará o Mutirão Bolsa Verde em 27 municípios onde os ribeirinhos possam ter o perfil extrativista para inclusão no programa Bolsa Verde do governo federal. Estão sendo visitadas as regiões do Marajó, Porto de Móz, Gurupá, Santarém, e Soure onde vivem famílias extremamente pobres em reservas, unidades de conservação e assentamentos rurais. A estimativa é de que sejam cadastradas cerca de 30 mil famílias extrativistas.

As que são beneficiárias do Bolsa Família e sobrevivem do uso sustentável de recursos naturais e que promovem a conservação ambiental onde vivem têm direito a receber o Bolsa Verde. O programa repassa R$ 300 trimestralmente, por meio do cartão do Bolsa Família, durante dois anos. Os extrativistas e ribeirinhos paraenses vivem principalmente da coleta do açaí e da castanha do Pará, da pesca artesanal e de pequenos roçados de mandioca. As equipes técnicas emitem documentos para incluir famílias no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e incluir no Bolsa Verde as com o perfil do programa.

 

Fonte: Diário do Pará

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios