Notícias

ELE VOLTOU! DIVINO CAMPOS É EMPOSSADO NOVAMENTE

Prefeito chegou à Câmara com sembante de vitória
Prefeito chegou à Câmara com sembante de vitória

O município de Eldorado dos Carajás foi palco de uma cena incomum na política, a posse pela terceira vez de um mesmo prefeito em um mesmo mandato. O primeiro afastamento aconteceu em 14 de maio de 2015 quando a Juíza de Direito da Comarca de Curionópolis, Priscila Mamede Mousinho, acatou o pedido do Ministério Público do Pará e afastou cautelarmente o prefeito Divino Alves do Campo – PPS, e também Augusto Cesar Monteiro Falcão, então Secretário de Educação do Município.

O primeiro afastamento por improbidade administrativa foi decorrente do pagamento de Notas com recursos do FUNDEB realizados pelo secretário de Educação da época. Esse afastamento durou 83 dias e Divino do Posto foi reintegrado ao cargo por uma decisão da Justiça Federal, seção Judiciária do Pará, da 1ª Vara Federal da subseção de Marabá/Pará, presidida pelo Juiz Federal Marcelo Honorato, que expediu decisão favorável ao retorno do Prefeito.

Presidente da Câmara quer mais harmonia no Legislativo
Presidente da Câmara quer mais harmonia no Legislativo

O segundo afastamento determinado em dezembro de 2015 fruto de representação do Ministério Público em vista a compra irregular de um terreno que já seria do município e foi comprado novamente pelo valor de R$ 100.000,00. Desta vez, além do prefeito foram afastados também o vereador Zé Almeida – PSB e Valmir Gomes Solidade – PP, ambos reintegrados ao cargo na manhã de hoje, terça-feira dia 31 de maio, após o prazo decretado pela justiça de 180 dias.

A Sessão de posse foi marcada pelos discursos da eloquência do vereador Zé Almeida a mudança de posição da vereadora Simone Moraes – PRP. Mas ainda houve tempo para a frase do prefeito Divino Campos que marcou a manhã: “Se o erro cometido do terreno realmente fosse para afastamento deveria ter sido cumprido à risca, já que a compra foi aprovada por todos os vereadores e não apenas por Zé Ameida e Valmir, então todos deveriam ter sido afastados”, disse.

Já a vereadora do PRP, principal oposição ao prefeito Divino mudou o discurso, defendeu o retorno e justificou: “Francis não honrou a oportunidade, abandou o município e por isso recebemos Divino de volta ao cargo esperando que cumpra com seu dever e continue trabalhando pelo bem de Eldorado”.

Zé Almeida manteve sua eloquência e boa oratória em defesa de Divino
Zé Almeida manteve sua eloquência e boa oratória em defesa de Divino

Zé Almeida manteve-se como sempre, fiel defensor de Divino, e citou a fraqueza de ‘colegas’ que não se mantiveram firmes no período de afastamento se deixando levar pelas “promessas do prefeito motor”, é como ele se refere ao vice-prefeito Francis Lopes – PSD. A oratória afiada e eloquência contagiaram a plenária que vibrou durante a fala do vereador.

Já Valmir Solidade foi mais brando, pediu pela união dos edis afirmando ser “o melhor para o município” e disse que volta com vontade e determinação para ajudar o prefeito Divino Campos nesses meses que antecedem o fim do mandato.

Manifestação – Durante a Sessão, servidores municipais protestaram contra Francis Lopes que enquanto prefeito em exercício teria deixado de honrar com a folha salarial. Nos cartazes frases explicitas de desabafo como: “Queremos justiça! Trabalhamos e não recebemos”.

IMG_1527

Rede Social – E o WhatsApp? Esse “bombou”. Durante a Sessão era fácil ver pessoas da plenária com “dedos ligeiros” a repassar as informações, mas a “postadazinha” não foi privilégio apenas da comunidade que foi assistir à Sessão, vereadores e pessoas das cadeiras de honra também estavam ansiosos para dar notícia do retorno do prefeito. Resultado? Várias pessoas com “um olho no peixe e outro no gato”.

Fotos: John Jessé e Wenderson do R30

 

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios