Notícias

EX-PRESIDIÁRIO É EXECUTADO A LUZ DO DIA

Ainda não há informações do paradeiro dos pistoleiros que executaram com três tiros, um na boca e dois na cabeça o ex- presidiário Eduardo da Silva, 21 anos de idade. Conhecido popularmente por “Ratinho”. O crime aconteceu por voltas das 17h00, da tarde de sábado 16, na rua Paraná entre as ruas Buriti e Parú, Casas Populares II, em Parauapebas.

De acordo com testemunhas, minutos antes de ser morto Eduardo da Silva se encontrava conversando com cerca de quatro rapazes na frente de uma residência, quando teria deixado o local atravessado a rua e entrado em comercio onde teria comprado um refrigerante e um pacote de bolacha, passou a lanchar em pé na calçada da casa vizinha ao comercio momento em que foi surpreendido pelo atirador que teria chegado ao local em uma moto de modelo, cor e placa não anotadas.

vitimaAinda segundo informações a dupla de assassinos teria parado a moto por traz de uma camionete que se encontrava estacionada em frente ao comercio e sem que a vítima percebesse o garupa da moto se aproximou e de uma pequena distancia efetuou um disparo contra a vítima que atingiu a boca, ao cair (na posição em decúbito ventral), Ratinho foi executado com mais dois tiros de misericórdia na área da nunca.

A vítima residia no mesmo bairro e tinha passagens pela polícia por tráfico de entorpecentes e furtos, o mesmo estava em liberdade condicional após passar cerca de oito meses preso por tráfico de drogas, na carceragem do bairro Rio Verde. A polícia trabalhará com duas hipóteses, crime por encomenda ou acerto de conta. A primeira hipótese, devido a vida pregressa de Ratinho na prática de furto, e a segunda, acerto de contas com o tráfico.

(Caetano Silva)

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios