Notícias

Fugiu pro Maranhão, mas Polícia Civil do Pará encontrou

Informações repassadas pelo setor de Inteligência da Delegacia de Polícia Civil de São Félix do Xingu, sudeste do Pará, para a Polícia Militar de Santa Inês, no oeste do Maranhão, nesta terça-feira (22), resultaram na prisão de Raimundo Nonato do Nascimento, conhecido como Maciel. Apontado como “disciplina” (líder) de uma facção criminosa, o preso responde a processos criminais por homicídio e tentativa de homicídio no município paraense.

Drogas apreendidas com o preso

Conforme o superintendente da Polícia Civil na região do Alto Xingu, delegado José Carlos Rodrigues, o criminoso está com mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça de São Félix do Xingu em decorrência de inquérito policial instaurado para apurar os crimes cometidos em 23 de setembro do ano passado na cidade.

O delegado explica que as vítimas dos crimes cometidos por Maciel são Igean Marinho dos Santos e Josiel Gomes Ribeiro, de apelido Nego Dola, ambos integrantes de outra facção criminosa.

Após levantamentos preliminares que indicaram o endereço de Raimundo Nonato em Santa Inês (MA), a equipe da Polícia Civil de São Félix do Xingu, formada pelo delegado Matheus Omizzolo, investigadores Flaytoon Oliveira e Rafael Almeida; escrivães Bruno Vieira e Pedro Oliveira e papiloscopista Bruno Veras, repassou a informação à PM maranhense.

Assim, a guarnição formada pelo cabo PM Volney Barroso Marques, soldados Genilson Sousa Bastos, Edson de Sousa Pereira, Emerson Borges Belfort, Kenned Moura e Fábio Conceição Xavier foi até o local indicado e localizou o foragido. No momento da prisão, os policiais militares apreenderam uma porção de aproximadamente 33 gramas de maconha com o preso.

Com a prisão de Raimundo Nonato, destaca o delegado José Carlos, a facção criminosa da qual ele era líder foi desarticulada no município de São Félix do Xingu. “A prisão de Raimundo Nonato foi a ‘cereja do bolo’ do trabalho incessante desenvolvido pela equipe da Delegacia de São Félix do Xingu e que resultou na prisão de nove membros da mesma facção criminosa nos últimos 2 meses”, ressalta.

Ascom/PC-PA

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios