Notícias

MST e INCRA firmam acordo para evitar interdição da BR-155

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) se reuniu em Marabá, na tarde desta quarta-feira, 20, com integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), que haviam bloqueado a rodovia BR-155 entre os municípios de Marabá e Eldorado dos Carajás, no Sul do Pará. A Superintendência Regional do Incra no Sul do Pará, já havia feito, no início da semana, algumas reuniões em Brasília com as lideranças do MST. Na capital federal ficaram acertados vários compromissos com a garantia de descentralização de recursos pela presidente substituta da autarquia, Érika Borges.

Em Marabá, a reunião teve o objetivo de compartilhar os acordos com as bases do movimento social. Em sua fala, o advogado da Comissão Pastoral da Terra (CPT), José Batista Afonso, considerou bem acertado em Brasília, os procedimentos jurídicos e a garantia dos recursos para viabilizar todas as etapas dos processos de aquisições e desapropriações das fazendas da pauta. Segundo ele: “não adianta o processo passar por todas as etapas e depois não ter os recursos financeiros para a aquisição.”

Ficou acertada ainda, uma reunião em Belém no dia 25 de setembro, com o presidente do Iterpa, para tratar questões relativas às fazendas Santa Maria e Pioneira, áreas onde haviam títulos de aforamento para exploração de castanhais.

Foram fechados também acordos relativos à assistência técnica, habitação rural, infraestrutura, liquidação e renegociação de dívidas, programa Terra Forte, Sala da Cidadania Digital e até mesmo, o projeto de pavimentação asfáltica do acesso da sede municipal à vila do Projeto de Assentamento 17 de Abril, em Eldorado dos Carajás.

FONTE: Zé Dudu

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios