Notícias

Necropsias agora podem ser feitas em Parauapebas

imlCom a criação da Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), a Prefeitura de Parauapebas conseguiu implantar no município o Instituto Médico Legal (IML). O órgão é vinculado ao Centro de Perícia Científica Renato Chaves e oferece à população exames de necropsia, lesão corporal e sexológico.

Antes, todos os exames eram feitos a 170 km de Parauapebas, na cidade de Marabá. “Foi um grande avanço trazer a necropsia para cá, porque antes era um transtorno muito grande para as famílias se deslocarem até o município vizinho”, destacou Leila Maria de Almeida Costa, coordenadora do IML.

Para acionar algum tipo de serviço do órgão, como em casos de acidentes de trânsito, mortes, lesão ou danos, é necessário um documento formal dos delegados da Polícia Civil, é o que explica Leila Maria de Almeida Costa. “Temos parceria com as polícias e só podemos fazer remoção do local do crime com a autorização das mesmas”, declara.

Ainda segundo a coordenadora é importante que a comunidade conheça o funcionamento do órgão. “Tanto as autoridades quanto a população precisam dos serviços do Centro de Perícia, é um trabalho de parceria que estamos tentando melhorar a cada dia”, finalizou.

O Centro de Perícia Renato Chaves funciona desde agosto de 2011, já o IML está funcionando desde o dia 9 de fevereiro de 2015, com atividades de necropsia que foram possíveis por meio de uma parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O instituto conta com uma equipe de 38 profissionais como médicos peritos, técnicos de enfermagem, auxiliares administrativos, motoristas e vigilantes, que se revezam em plantões de segunda a sexta-feira, feriados e aos finais de semana. Todos os atendimentos são realizados no prédio administrativo na Rua C, 317, na Cidade Nova e as necropsias são realizadas no anexo localizado na Rodovia Faruk Salmen (no cemitério).

O órgão é vinculado ao Governo do Estado, por meio do Centro de Perícia Científica Renato Chaves. No município, o instituto recebe apoio de estrutura física, servidores, manutenção e limpeza do prédio, por meio da Semsi.

Apoio de Marabá e Belém

Os exames complementares são colhidos em Parauapebas e encaminhados para Marabá ou Belém, como é o caso do exame colhido em cadáveres. No caso de danos em veículos, quando não há um perito de veículos de plantão na cidade, a unidade local aciona uma equipe de Marabá e marca o dia e horário para que a perícia seja feita, enquanto o veículo fica apreendido na delegacia. Nos casos de local de crime, quando acionada, a equipe de Marabá segue de imediato para Parauapebas.

Atendimentos

Além do município de Parauapebas, o IML atende as cidades de Curionópolis, Eldorado e Canaã dos Carajás. Por conta da demanda regional, grande parte dos atendimentos é de necropsias, depois danos e roubo de veículos, locais de crime (homicídios) e também lesão corporal.  A gama de serviços é dividida com atendimento no IML: exames de necropsia, lesão corporal e sexológico, além das perícias do Instituto Criminalista (IC) que são exames de entorpecentes, além de perícias de armas, veículos e danos.

Sara Nascimento. Fotos: irisvelton Silva

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios