Notícias

Região de Carajás só terá 2,68% do orçamento do Estado

O que era pouco, ficou ainda menor

O projeto orçamentário do Estado para 2015 encaminhado pelo executivo, para ser apreciado pela Assembleia Legislativa, revela que será mantida, pelo menos para 2015, a concentração de investimentos na Zona Metropolitana de Belém.

A Região de Carajás (onde estão cidades como Marabá e Parauapebas), apesar de ser uma das regiões potencialmente mais ricas do Estado, vai ser contemplada com apenas 2,68% dos investimentos com valor quase 60% menor do que o ano passado.

Para a região do lago de Tucuruí, o governador reeleito Simão Jatene (foto) destina 1,27% do bolo orçamentário com redução de 37%; 12% na comparação com 2014. Outras regiões que vão sofrer com a má distribuição orçamentária é o Vale do Tapajós, Baixo Amazonas, Arquipélago Marajoara e as Bacias do Xingu e do Tocantins.

A concentração dos investimentos é da ordem de 72% somente para a região metropolitana. Para se ter uma ideia da distorção que o orçamento representa, o município de Parauapebas, na Região de Carajás, contribui mais com o PIB do Estado do que a capital, Belém.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios