Serra Pelada continua preocupando autoridades políticas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin
amalia-santana
Deputada do Tocantis tem se sensibilizado com a causa garimpeira

A deputada estadual do PT Amália Santana participou na tarde desta quarta-feira, 18, do lançamento do Fórum Mundial de Direitos Humanos no auditório da Associação Tocantinense de Municípios – ATM em Palmas. Na oportunidade a parlamentar entregou cópia de requerimento de sua autoria apresentado no mês passado na Assembleia Legislativa e que pede à Secretária de Direitos Humanos da Presidência, Maria do Rosário, providências urgentes para solucionar os conflitos existentes nos canteiros de obras da mina de Serra Pelada.

A solicitação foi entregue ao Diretor de Políticas Temáticas da Secretaria, Luiz Clóvis Guido Ribeiro que representou a ministra Maria do Rosário no evento.
Preocupada com a situação das famílias que vivem no local, inclusive várias da região norte do Tocantins, na solicitação a parlamentar alerta para a possibilidade de uma tragédia anunciada  devido a atos de violência que teriam partido da própria polícia. “ É preciso a intervenção da Secretaria de Direitos Humanos e dos demais órgãos da presidência para evitar um massacre ou derramamento de sangue”, defende a deputada.  O impasse no local é em razão de discordâncias com relação ao contrato de parceria entre a Cooperativa de Garimpeiros e a empresa Canadense, denominada Colossus além de disputas entre grupos rivais.

Viver sem limites

Ainda durante a solenidade foi assinado entre o governo estadual, federal e a maioria dos municípios do Estado o Ato de Pactuação Coletiva com o Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver Sem Limite. A deputada Amalia apoia a iniciativa do governo federal que vai dar suporte para várias cidades do Estado. “O plano dá condições para que as prefeituras desenvolvam ações e projetos voltados para as pessoas com deficiência”, destacou. A parlamentar esteve acompanhada dos prefeitos de Colinas, José Santana Neto (PT), de Riachinho, Fransérgio Alves Rocha (PT), de Aliança, José Rodrigues (PT) e de Arapoema, Assilon Soares Filho.

O Tocantins aderiu ao Plano no ano passado. O plano prevê que Governo Federal, Estados e Municípios se comprometam, por meio da articulação de políticas governamentais de acesso à educação, inclusão social, atenção à saúde e acessibilidade.

O Fórum

O Fórum Mundial de Direitos Humanos (FMDH),  ocorrerá entre os dias 10 e 13 de dezembro, na capital federal, está sendo organizado pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), em parceria com a sociedade civil.O objetivo é promover um espaço de debate público sobre direitos humanos no mundo.

(Ascom Amalia Santana)

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Comente com o Facebook

Mais de