Notícias

SERRA PELADA – Fundação Vale beneficia produtoras agrícolas

A sede da Cooperativa Mista de Produtores de Alimentos e Artesanatos de Serra Pelada (COOMIPASP) inaugurou seu novo espaço, nesta quarta (10). O local foi totalmente renovado, ampliado e equipado para melhorar a capacidade produtiva da Cooperativa além de contribuir com a normatização dos produtos para atender padrões sanitários exigidos pelo mercado de alimentos. Esta iniciativa faz parte da estratégia de geração de trabalho e renda da Fundação Vale, que busca fortalecer as vocações locais e negócios sociais das comunidades onde a Vale atua. Para este projeto, a Fundação contou com a parceria do Instituto de Socioeconomia Solidária (ISES). A expectativa agora é que a produção de banana cresça de 600 para 1.200 cachos por mês e com isso a produção de doce de banana, que é especialidade da cooperativa, chegue a 6 mil unidades.

Além da revitalização e equipagem da sede da cooperativa, o projeto trouxe uma série de capacitações em empreendedorismo e gestão de negócios, onde as cooperadas puderam entender mais sobre plano de negócios, pesquisa de mercado, adequação de marca e distribuição dos produtos.  A partir deste momento, a cooperativa inicia uma nova fase, em que poderá ampliar a comercialização de seus produtos e ainda poder estabelecer parcerias formais com o comércio da região. Para a presidente da COOMIPASP, Francisca Ana Miraser Barros, a inclusão da cooperativa no projeto da Fundação Vale, mudou a realidade da comunidade. “Ver nossa fábrica pronta é um incentivo, tanto para nós cooperados como para a comunidade. Ela trará muitos bons frutos e isso era o que faltava para Serra Pelada”, avaliou.

Desenvolvimento local

Esta iniciativa de Serra Pelada, faz parte projeto Equidade de Gênero da Fundação Vale em parceria com o Instituto de Socioeconomia Solidária (ISES) e Compreender de Minas Gerais, com o objetivo de fomentar negócios liderados por coletivos de mulheres com foco na gestão integrada (produção, comercialização e sustentabilidade), visando o fortalecimento destes grupos por meio da geração de trabalho e renda. Além da COOMIPASP, que tem 56 mulheres associadas, o projeto beneficia a Associação de Costureiras do Distrito de Antônio Pereira, formada por 20 mulheres, na região de Ouro Preto, Minas Gerais.

Fonte: Zé Dudu

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios