Notícias

SERRA PELADA – PAIXÃO POR CUIDAR DE GENTE

Case-agentes_comunitarios-v2_03Nas mesmas ruas de chão batido em que costumava brincar quando criança que Rosilene Silva, aos 31 anos, ainda passa parte dos seus dias. É caminhando por esse trajeto tão familiar, enfrentando o calor que facilmente supera os 30 graus e batendo de porta em porta que, desde 2009, ela desempenha a função de agente comunitária de saúde na vila de Serra Pelada, em Curionópolis. Filha de garimpeiro, Rosilene nasceu em Imperatriz e, aos quatro anos de idade, se mudou para a vila. O motivo que levou sua família a trocar o Maranhão pelas terras paraenses foi o mesmo que induziu milhares de pessoas, de todos os cantos do Brasil, a tentarem a vida em Serra Pelada: a busca pelo ouro.

Após cinco anos garimpando a sorte na então maior mina de ouro a céu aberto do mundo, a família de Rosilene decidiu retornar para sua terra natal. Na bagagem, não havia nenhuma pepita dourada, apenas lembranças de quem acompanhou, mesmo que sob o olhar de uma criança, um importante capítulo da história do país e a certeza de que era preciso partir em busca de novas oportunidades e recomeçar a vida, dessa vez na roça. Para trás, ficaram sonhos, amizades e sua irmã mais velha, que preferiu continuar ali. Rosilene não sabia, mas o retorno para Imperatriz não significaria um adeus a Serra Pelada e sim, um até breve.

Case-agentes_comunitarios-v2_07Aos 13 anos, ela voltou a morar na vila e, aos 14, se casou. Três anos mais tarde ganhou aquele que considera o seu tesouro mais valioso: Laiane, sua primeira e única filha. Assim, além de dona de casa e estudante, passou a desempenhar o papel de mãe. Apesar da tripla jornada, que lhe exigia dedicação, disposição e força de vontade, Rosilene conseguiu concluir o Ensino Médio. Mais recentemente também finalizou o curso técnico em Meio Ambiente. “Uma das coisas mais importantes para mim e que sempre passo para minha filha é que o estudo é tudo na vida da gente. É o aprendizado que você leva para o resto da vida. Ano que vem ela já vai pro Ensino Médio e vai morar com os tios na cidade. Quando falamos sobre isso eu choro para um lado e ela para o outro. Ela é tudo para mim. Vou sofrer, mas vai ser melhor para ela”, conta emocionada.

Case-agentes_comunitarios-v2_11

Parcerias fortalecem a atenção básica

Aprendizado. Essa é uma das palavras que melhor definem os últimos meses para Rosilene e os demais profissionais que atuam na área da saúde em Serra Pelada. Desde o final de 2015, a Fundação Vale, em parceria com o Centro de Promoção da Saúde (CEDASPS) e a Secretaria Municipal de Saúde de Curionópolis, desenvolve o projeto Fortalecer Saúde em Serra Pelada, uma iniciativa que busca contribuir para a melhoria das condições de atendimento, além de aperfeiçoamento de práticas e de processos da Unidade de Saúde local.

As atividades estão distribuídas em três momentos: elaboração de diagnóstico local de saúde, que servirá para o planejamento de políticas públicas para a área; realização de oficinas de capacitação voltadas à prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, em especial, sífilis e HIV/AIDS; e uma última etapa que consistirá em pequenos reparos na Unidade de Saúde da vila.

Para os agentes comunitários de Serra Pelada, o projeto representa uma chance de aprimorar conhecimentos e de participar ativamente da elaboração de estratégias para melhoria dos serviços de saúde. Para Rosilene, o projeto lhe possibilitará uma atuação mais qualificada e humanizada e terá reflexos positivos na vida da comunidade que, por duas vezes, a acolheu de braços abertos.

Saiba mais em www.vale.com/ladoalado

 

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios