Notícias

SERRA PELADA – RODADA DE REUNIÕES BUSCAM FUTUROS NEGÓCIOS PARA COOMIGASP

Reuniões aconteceram em Brasilia
Reuniões aconteceram em Brasilia

A COOMIGASP está animada com a possiblidade de parceria com a SANDSTORM tanto que já foi a Brasília no dia 23 de julho de 2015, representada pelo presidente, Edinaldo de Aguiar Soares onde segundo site da cooperativa houve uma importante reunião no Ministério de Minas e Energia com a presença do Dr. Carlos Nogueira, secretário do Ministro de Minas e Energia; Dr. Valter Arcoverde, representante do DNPM; Dr. Adriano, geólogo, representando o Ministério de Minas e Energia; Dr. Edson, geólogo, representando o Ministério de Minas e Energia; Dr. Nivaldo, geólogo, representando a COOMIGASP; Dr. Yuri, advogado, representando a COOMIGASP; Alexandre Valadares, diretor da COOMIGASP; Justin Cochrane,  representando a empresa SANDSTORM; Keith, geólogo da SANDSTORM e John Budreski, executivo da EnWave Corporation.

A SANDSTORM empresa internacional tem a intenção de formar uma parceria com a COOMIGASP.

Aproveitando essa reunião os representantes do Governo Federal e da COOMIGASP trataram de juntamente com os representantes da SANDSTORM iniciar entendimentos com a intenção de resolver todas as questões que envolvem o problema deixado pela COLOSSUS e após isso, iniciar as conversações para um novo contrato de parceria uma nova forma de administração conjunta da mina de Serra Pelada.

Foi muito proveitosa essa primeira reunião pois é determinação de todas as partes que a parceria deve ser construída em bases sólidas e confiáveis, com o acompanhamento da Justiça, do Ministério de Minas e Energia e, principalmente do órgão gestor dos recursos minerais do Brasil o DNPM. Tudo isso para que os garimpeiros tenham confiança no projeto e possam aprovar a parceria” comentou o presidente da entidade garimpeira.

ATENÇÃO – O texto acima deixa bem claro que a parceria entre japoneses e COOMIGASP está condicionada a solução do imbróglio deixado pela canadense Colossus. O impasse judicial para por fim definitivamente ao contrato de parceria e a retomada do projeto, portanto dependem primeiro da solução desse problema.

Sendo assim, fica claro que a possibilidade de Assembleia Geral para o dia 09 pode não ser real como comentam algumas pessoas em Curionópolis, município que sedia Serra Pelada. E nesse caso mais uma vez os garimpeiros tem que esperar e por fim ouvir a proposta da empresa interessada.

Vale lembrar ainda que na apresentação do contrato os sócios da cooperativa devem ficar muito atentos para que não ocorra novamente contra tempos que venham a paralisar futuros projetos dando prejuízo para os garimpeiros, a empresa interessada e para o município de Curionópolis, bem como especialmente para a vila de Serra Pelada.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios