Notícias

SERRA PELADA: Série de Reportagens – As ações trabalhistas

 

Segundo a intervenção foi feito levantamento de todas as ações cíveis, administrativas e trabalhistas, porém esse levantamento não foi de 100% porque hoje essas ações estão espalhadas por várias regiões do país informou o interventor Marcos Alexandre.

Então como foi feito esse levantamento? “Nós fomos às comarcas de maior fluxo da cooperativa, como por exemplo a comarca de Curionópolis, Parauapebas, Marabá, Imperatriz, São Luís, enfim nós tivemos um levantamento global de aproximadamente 56 milhões de reais em dívidas num total, trabalhistas em ordem de 33 milhões aproximadamente. Agente sabe que esse numero pode ser ainda maior, mas foi o que levantamos até o presente momento”, respondeu o interventor.

Serie 02Só de audiências trabalhistas a COOMIGASP tem até junho 40 audiências marcadas, ainda segundo o interventor está sendo feito um estudo para verificar as ações que são reais. Marcos Alexandre chama atenção para um fator que considerou interessante: “Hoje das audiências que a COOMIGASP está participando, 50% dos reclamantes não estão comparecendo, porque isso é interessante, antes a cooperativa não encaminhava advogado para as audiências que eram julgadas a revelia e, portanto o reclamante ganhava a causa. Hoje isso não ocorre mais, nós enviamos advogados para qualquer parte do Brasil, onde houve uma audiência nós teremos um jurista nos representando”, frisou Alexandre.

Para o interventor essa queda de 50% no comparecimento de reclamantes nas audiências está na seriedade com que o problema vem sendo tratado pós intervenção: “Os reclamantes já perceberam a seriedade que está sendo tratado o assunto e portanto as ações que não tem um fundo de verdade eles simplesmente abrem mão, deixam de comparecer porque percebem que não há brechas como existiam para causas sem a devida veracidade”, comentou.

Outro exemplo usado pelo interventor é uma dívida trabalhista na ordem de 18 milhões de reais, após minuciosa averiguação do corpo jurídico da entidade especialista em causas trabalhistas verificou-se que esse valor é bem menor, chegando, portanto a menos de 50%: “Aí é possível perceber que as crescentes ações existentes aconteciam porque não era dada a devida atenção por parte da cooperativa hoje esses números reduzem porque a intervenção tem essa finalidade, organizar todos os setores com minuciosa analise de documentos enfim”, finalizou o interventor.

Próxima Matéria da Série:  SERRA PELADA: Série de Reportagens – Dinheiro da Caixa Econômica

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios