Notícias

Eldorado – Câmara instaura CPI para investigar fraudes no Concurso Público

Por: Pebinha de Açúcar – No total, o Concurso Público oferece 600 vagas de níveis fundamental, médio/técnico e superior.

As oportunidades são para as funções de Motorista, Eletricista, Auxiliar de Serviços Gerais, Gari, Cozinheira, Operador de Máquina Leve, Operador de Máquina Pesada, Sepultador, Operador Roçadeira, Viga, Agente de Dengue (Endemias), Agente de Vigilância Sanitária, Agente Comunitário de Saúde, Agente Administrativo, Técnico Agrícola, Técnico Ambiental, Técnico em Enfermagem, Técnico em Higiene Bucal, Técnico em Informática, Técnico em Laboratório, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Radiologia, Assistente Social, Enfermeiro, Odontólogo, Engenheiro Agrônomo, Engenheiro Ambiental, Farmacêutico Bioquímico, Fisioterapeuta, Fonoaudiólogo, Médico Clínico, Nutricionista, Psicólogo, Veterinário, Pedagogo, Professor e Tecnólogo em Secretariado.

A prova foi aplicada no dia 16 de novembro de 2014 e tão logo o resultado foi divulgado, uma série de denúncias de supostas irregularidades foram sendo divulgadas através de redes sociais e até mesmo o Sindicato dos Trabalhadores na Educação pediu providências aos vereadores, que instauraram na última segunda-feira (1), uma Comissão Parlamentar de Inquérito que visa investigar irregularidades e possíveis fraudes no certame.

vereadores-cpi-eldorado
Vereadores Totta, Zé Almeida e Renatinha membros da CPI

Composição da CPI

Presidente: Vereador Tota

Relator: Vereador Zé Almeida

Membra: Vereadora Renata

Denúncias feitas ao R30 – O site procurou mais informações para tentar esclarecer as denúncias, também nas redes sociais em conversas “in box” fomos informados que as denúncias são de que familiares ou pessoas diretamente ligadas a atual gestão foram aprovadas, a despeito de outros que seriam ou teriam tido notas mais elevadas.

Também recebemos informações que até mesmo analfabetos teriam conseguido a aprovação, todas essas denúncias deverão incorporar as documentações da CPI para apurar as irregularidades o que pode incorrer na anulação do Concurso.

No município uma suposta reunião teria sido marcada para tentar desmobilizar os denunciantes das fraudes e validar o concurso, recebemos informações de que nessa reunião um abaixo assinado pedindo a validação do Concurso estava sendo confeccionado e segundo os denunciantes por grupos diretamente ligados a gestão municipal. Fato que será também apurado tanto na CPI como será acompanhado pelos veículos de comunicação da região.

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios