A população diz não a Divino Campos”, “Vereadores covardes”, essas foram algumas das manifestações da população em cartazes na abertura dos trabalhos Legislativos do segundo período de 2015.  E foi em meio a toda essa turbulência que o vereador Zé Almeida – PSB ouviu mensagens de manifestantes que pediam sua prisão e lhe chamando de ladrão, sem se defender das acusações o vereador só respondeu: “Tenho nível superior vou para uma cela especial pode ter certeza, não se preocupem não”. Veja abaixo momento que o vereador ironiza manifestantes.

Já na tribuna o vereador fez questão de deixar bem claro sua posição politico partidária afirmando: “Eu nunca neguei que sou aliado do prefeito Divino do Posto, porque não encontrei motivos para que ele fosse afastado”.

Mesmo com clima exaltado o prefeito em exercício Francis Lopes foi até á Câmara Municipal para apresentar uma prestação de contas dos seus 75 dias de governo. Antes da fala do atual chefe do executivo os vereadores usaram a tribuna, alguns com tons mais moderados, como o do vereador Jaimão – PROS, que apenas disse que esse momento é de calma e de termos que preocupar com a população. Do mesmo pensamento comungou o vereador Tota – DEM, que também disse que “nessa briga de dois grupos o povo não pode sair prejudicado”.

Com ânimos mais aflorados a vereadora Simone – PP, disse que “os que desejam a volta de Divino Campos é porque estavam mamando”, expressão usada para afirmar que pessoas estariam se beneficiando diretamente do mandato do prefeito afastado.

Em defesa ao prefeito afastado Zé Almeida disse em tribuna: “Sou aliado declarado do prefeito Divino e não concordo com esse afastamento nem com a permanência do Francis como prefeito”, o discurso do vereador foi envolto a gritos de protesto de boa parte da plenária, outra parte de pessoas ligadas ao prefeito afastado aplaudiram o vereador.

Com a palavra o prefeito em exercício Francis Lopes fez um resumo das atividades realizadas nos dias que está a frente do Poder Executivo citando obras de infraestrutura em alguns bairros que tiveram as ruas urbanizadas, pontes e abertura de estradas vicinais além de investimentos na saúde com aquisição de três ambulâncias e uma moto para vigilância sanitária. O prefeito ainda falou da administração dos recursos públicos.

Recebemos o município em estado bem complexo, tivemos que agir rápido para que obras essenciais não fossem paralisadas e ainda pudéssemos manter a máquina pública. Pagamentos tanto do funcionalismo, quanto de fornecedores, tanto é que hoje a Prefeitura tem crédito no comércio local o que não tinha antes”, afirmou o prefeito.

Francis ainda detalhou a forma de pagamento que esse mês com os 40% do décimo terceiro da educação chegará a 2 milhões e meio: “Estamos honrando nossos compromissos e quero dizer que não tenho interesse em agradar grupo A ou B, minha pretensão é trabalhar em prol do município e continuar fazendo as obras enquanto for prefeito e se a Justiça determinar que eu deixe o executivo tenham certeza saio de cabeça erguida”, disse o prefeito Francis Lopes.

Em meio a discurso do prefeito ele se defendeu das acusações do vereador Zé Almeida afirmando que o mesmo não tinha provas, momento que o vereador do PSB se exaltou pedindo até que fosse retirado o prefeito da tribuna afirmando: “Essa é minha casa, estou sendo ofendido no que é meu”, dizia o vereador.

As acusações eram de irregularidades em um pagamento de uma nota fiscal no valor de 250 mil reais a uma empresa de locação de máquinas, o prefeito em exercício se defendeu dizendo: “Se o valor tivesse sido pago e as obras não fossem feitas tudo bem, mas as obras estão sendo executadas e as máquinas estão na Secretaria de Obras, o pagamento é legítimo”, defendeu.

Confira abaixo a galeria de fotos da Sessão de abertura dos trabalhos do Legislativo de Eldorado.

FOTOS: JOHN JESSÉ / WENDERSON COSTA.