Notícias

DST/AIDS – FRENTE PARLAMENTAIDS LANÇA LOGOMARCA

Eliene, Joddal e Charles
Vereadores Eliene, Charles e ao centro o ativista Joddal Saimon

A sessão de encerramento dos trabalhos legislativos do primeiro semestre de 2015 em Parauapebas foi marcada por um momento especial: o lançamento da logomarca oficial da Frente Parlamentar Municipal de DST/HIV/Aids e Hepatites Virais de Parauapebas. O símbolo foi apresentado pelo presidente da Parlamentaids, vereador Charles Borges (SDD).

O desenho escolhido para a logomarca foi o símbolo do infinito, com as cores da bandeira do município de Parauapebas.

“Essa marca representa a luta contínua de toda sociedade contra a aids. A Frente Parlamentaids é a única no mundo a ter uma logomarca própria, definindo nosso trabalho e o foco de ação, porque quem vê aids não vê coração, essa é a realidade. Quem vê cara não vê aids, pois ela é camuflada, silenciosa e às vezes a gente está propenso a adquirir uma doença que hoje não tem cura, somente a manutenção dela”, destacou Charles Borges.

FRENTE PARLAMENTAIDS

Joddal Simon
Ativista Jodal Simon disse que a formação da Frente Parlamentaids foi uma grande conquista

Criada em 23 de junho de 2015, a Frente Parlamentaids tem como objetivo promover ações e políticas de combate a DST/HIV/Aids e Hepatites Virais, bem como garantir os direitos das pessoas que vivem com alguma dessas doenças.

Foi implantada a partir da mobilização do Instituto Acthivist, organização humanitária de luta contra a aids e assistência às pessoas vivendo com HIV/Aids. A Frente tem como presidente Charles Borges (SDD) e como vice-presidente Eliene Soares (PT). De acordo com os idealizadores, é a primeira frente parlamentar do país formada com este intuito.

Para o presidente do Instituto Acthivist, Joddal Simon, a formação da Frente Parlamentaids foi uma grande conquista, pois trata-se de uma estrutura de governo com mais poder de decisão, fiscalização e efetivação das ações.

“A frente de combate à aids é um instrumento poderoso e de alcance gigantesco que mexe direto na raiz do problema, alocando formas e métodos de enfrentamento, como também recursos financeiros para solucionar os problemas”, destacou Joddal Simon.

Agora que a Parlamentaids está criada e regulamentada, a expectativa é que as ações em busca de melhorias para as pessoas que vivem com aids sejam ampliadas. Joddal enumera as primeiras ações e medidas que devem contar com o intermédio da Frente:

→ Garantia de transporte público, no mínimo duas vezes por mês para o paciente. A forma como isso será feito, sem expor a identidade de quem vive com HIV e aids, será analisada;

→ Cesta básica e criação de uma ala com leitos e isolamentos garantidos às pessoas com aids, para maior agilidade na recuperação da sua saúde.

→ Aquisição urgente de um veículo com motorista para o Serviço de Atendimento Especializado em HIV/Aids (SAE) e Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA).

Texto – Nayara Cristina/Ascom-CMP

Fotos – Coletivo Dois.8/Ascom-CMP

Veja também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Close

Adblock Detectado

Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios