Empossados novos conselheiros tutelares de Parauapebas

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Maioria dos titulares tem experiência na função e assume com a preocupação de cuidar das crianças e adolescentes em tempo de pandemia, que tende a aumentar violações.

Depois de um longo processo o seletivo, os membros dos conselhos tutelares assumem o novo mandato para dar continuidade às ações de proteção aos direitos da criança e do adolescente de Parauapebas. Ao todo, 20 conselheiros titulares e suplentes foram empossados para o quadriênio 2020/2024.

Na última sexta, 1º de maio, os atos foram realizados simultaneamente nas sedes dos dois conselhos, para evitar aglomerações em tempo de pandemia, conforme orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Todo o processo de eleição de novos membros é conduzido pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Parauapebas (Comdcap), que é responsável por elaborar e fiscalizar políticas em defesa dos direitos da criança e do adolescente.

“Um dos destaques desta eleição foi a maior participação popular: mais de 18 mil pessoas foram às urnas e manifestaram interesse em participar do processo que viabiliza melhorias nas políticas públicas”, ressalta Aldo Serra, presidente do Comdcap.

A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria de Assistência Social (Semas), oferece toda infraestrutura aos conselhos. “Trabalhamos permanentemente para viabilizar o melhor atendimento à população. Além de veículos, espaço físico, mobília e equipamentos eletrônicos, estamos trabalhando para entregar em breve uma sede própria bem estruturada no Rio Verde”, adianta Celso Ricardo, titular da Semas.

A maioria dos dez membros titulares dos conselhos já tem experiência anteriores no cargo, como é o caso da Maraísa Dias da Silva, que foi coordenadora do Conselho Tutelar 1 nos últimos dois anos e agora assume a mesma função no Conselho Tutelar 2. “O desafio é grande e eu espero continuar contribuindo com os avanços nas políticas públicas. Nós somos garantidores de direitos, nosso trabalho não é uma profissão, é uma missão”, define Maraísa.

Já Terezinha Oliveira, que também foi eleita pela segunda vez, avalia: “Vejo que o conselheiro tutelar tem um desafio ainda maior, que é garantir direitos de nossas crianças e adolescentes em tempo de pandemia. O momento é bastante delicado, pois as famílias estão em isolamento social e os números de violações/vulnerabilidade tendem a crescer. Com o objetivo de fazer um trabalho de qualidade, os conselhos tutelares estarão ainda mais unidos à rede de proteção buscando estratégias para que os direitos de quem precisa sejam assegurados”.

Serviço:

Durante o período de pandemia da Covid-19, os conselhos tutelares mantêm o atendimento emergencial e realizam reuniões de planejamento para discutir suas ações por meio de aplicativo de internet.

Para denunciar o descumprimento de direitos de crianças e adolescentes, entre em contato pelos telefones abaixo:

Conselho Tutelar 1:

3356-2150 / 99150-4533 / 99909-6300 / 99114-2309

Conselho Tutelar 2:

3446-8282 / 98807-7740 / 99191-3993

Confira AQUI a lista de Conselheiros Titulares e Suplentes eleitos em fevereiro de 2020.

Ascom – PMP
Fotos: Repórter30

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on google
Share on linkedin

Comente com o Facebook

Mais de